Começando um segundo Army

Hell-o Infiniteiros e Infiniteiras!

Dessa vez venho falar de como foi pra mim a experiência de ter um army novo e completamente diferente do meu army original!

Como alguns de vocês sabem, meu primeiro amor em infinity foi pela facção Haqqislam. Os Ragiks, Lasiqs e Fidays foram as minis que mais me chamaram atenção pra essa facção logo quando comecei a fuçar pra conhecer mais sobre Infinity The Game. Vi um artigo (lá em 2014) no antigo site da CB falando sobre os Ragiks e sobre o setorial Hassassin Bahram, na época eu era vidrado no jogo Assassins Creed e descobrir que tinha um setorial com esse tema e uma unidade que era um assassino (Fiday) era tudo o que eu precisava saber, comprei uns starters e entrei na brincadeira (só lembrando que eu já tinha jogado um demo antes de cair de cabeça).  

 Acabei descobrindo que a facção tinha um gameplay que me agrada muito e joguei apenas com ela até o final de 2017.

Mas, apesar de amar Haqq de paixão, eu queria testar uma coisa que não dava pra fazer muito bem em Haqq, força bruta e TAGs. E qual army melhor nisso do que “Onyx Contact Force”?

 Ok ok, PanO também segue o mantra “Pé na porta e soco na cara primeiro, perguntas depois” e tem mil TAGs diferentes, mas aonde mais eu consigo encontrar uma força que faz um 5-men link com Remotes que conseguem ficar com BS17 (com a ajuda de um hacker) e TAGs que nem os Xeodrons? *A verdade é que eu queria fazer uma lista cheia de remotes*

Onyx é o oposto de Haqq/HB, um army que só se preocupa em matar tudo que tem algum sinal de vida atirando plasma pra todos os lados! Ou seja, meus motivos pra jogar de Onyx são: Munições especiais, TAGs e um monte de REMs (além das minis lindas, mas num jogo como Infinity quase todas são né).

Dificuldades

Então, já comecei a me enrolar logo quando fui tentar fazer umas listas pra experimentar Onyx, antes mesmo das minhas compras chegarem fui proxyando tudo com minhas minis de Haqq e proxys S6 emprestadas do pessoal que joga comigo.

Eu estava acostumado a jogar com ordens irregulares/impetuosas baratas, armas que custavam pouco SWC, poucas unidades que custassem mais de 30pts e, principalmente, MUITA SMOKE.

Céus, como eu sinto falta de smoke em Onyx… Em Haqq eu usava smoke pra tudo, principalmente por ter acesso a elas nos Ghazis. Já em Onyx, você precisa lidar com tudo no estilo faroeste(ou seria no estilo PanO?): tiro, tiro e mais tiro.

Esses pontos citados acima me deram muita dor de cabeça no início, eu senti a dificuldade de ter 2-3 armas fortes e hackers nas listas sem explodir o limite de SWC (algo que a galera que joga comigo com facções mais elites como PanO e ALEPH viviam me falando…), como é complicado conseguir por 13-14 ordens numa lista dessas facções elite e, de novo, como smoke faz falta… não tem smoke e precisa passar por uma peça de ARO difícil? ou você se vira com markers, usa outro caminho ou tem que ir no tiro mesmo. Não precisava nem ser smoke, pra evitar o combo smoke+MSV2 (mas isso faria o Maakrep ter mais utilidade), podia ser eclipse que já ia ser lindo <3.

Mas também me diverti muito usando links de Unidrons com mil tipos de munições diferentes (algumas listas com apenas uma ou duas unidades com munição normal) e aprender a usar cada tipo de munição no momento certo, Noctifiers com tiros de ML surpresa no link do adversário que andava tranquilamente pela mesa, Fraactas caindo no deploy e criando caos, Rodoks pulando pra todos os lados e atirando de lugares que surpreendiam meu oponente…

  Logo depois que eu comecei a usar TAGs vieram outras dificuldades: Como defender essa porcaria? Quando eu uso o TAG ou quando eu uso outra unidade pra lidar com um problema? Como fazer uma lista equilibrada com isso?

Eu estava acostumado a ter que lidar com TAGs do outro lado da mesa, destruindo eles. Mas defender um é uma experiência completamente diferente, além disso, os Xeodrons/Overdrons não são Main Battle TAGs (MBTs) e sim Light TAGs, que não podem ir de frente ao oponente sem medo, eles precisam de tanto cuidado quanto uma HI. Foi aí que eu usando minhas experiências com o Al Fasid/Azrail (são as unidades de Haqq que mais chegam perto de um light TAG) que comecei a conseguir usar um pouco melhor os Xeodrons, logo depois brinquei algumas vezes com o Sphinx e o seu TO camo, que também me fez ver TAGs de outros ângulos.

 No momento ainda não me acho um bom jogador de Onyx, mas já estou bem mais acostumado com o army.

O que aprendi com isso?

Usando Onyx eu passei por muitas situações que não aconteceriam comigo em Haqq/HB, como entender a força de um TAG e as dificuldades em defende-los e até mesmo de saber quando usa-los e quando recua-los, agora também vou tentar usar esses conhecimentos pra saber quando é a melhor hora para tentar me livrar do TAG do oponente.

Apesar de Haqq ter a Maghariba Guard, ela é um MBT que não tem nada de especial (bem, o super-poder dela é ser um MBT barato) é só um plataforma resistente com uma Multi-HMG , diferente dos TAGs de Onyx que tem skills como super-jump, TO camo e remote presence, o que já muda bastante o modo que você usa o TAG.

 Também vi as formas que o pessoal usou para lidar com minhas listas e vi maneiras diferentes de derrubar um link de BS17, ah! Precisei lidar muito mais com LoL do que antes, já que é bem fácil descobrir o Lt. de Onyx (e pela falta de um CoC), além de precisar aprender a usar as ordens de forma mais eficiente do que antes devido ao número menor de ordens que eu tinha nas minhas listas.

Além disso, é sempre interessante mudar um pouco as expectativas do seu grupo, principalmente se alguém começar a fazer listas pensando em dar counter na facção da pessoa X.

Essas mudanças criam uma atmosfera que todo o grupo fica esperando a próxima partida pra conhecer mais algum truque, já que todo mundo usa o seu army de forma diferente, então você pode até ter pessoas usando o mesmo setorial que cada comandante usará as suas ferramentas de formas diferentes!

  E o ponto mais óbvio, você agora tem um segundo army pra usar nas partidas!

Curtiu a matéria? Você encontra Infinity no Brasil na Game Vault; caixas básicas, expansões, acessórios, game mats… faça uma visita ao site, lá você encontra dezenas e dezenas de produtos de Infinity, e muito mais!

Felipe Galeno

Músico, Professor, Curioso, Nerd. Não necessariamente nessa ordem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *