Um papo com Gilvan, 2 colocado no Regional RJ 2018

1) Qual a Ideia por trás da sua lista?

A ideia central da minha lista é conseguir absorver uma boa quantidade de dano nos primeiros turnos da partida sem que eu perca nenhuma nave. Fazendo isto, em geral consigo derrubar uma nave inimiga antes de perder qualquer nave minha e manter, quase sempre, a superioridade numérica durante o resto da partida.

2) O que você viu no meta que seria mais complicado para você?

Listas com muitos harpoons. Preciso voar em formação para que o esquadrão funcione adequadamente e fazer isto me deixa suscetível ao “dano de área” do harpoon.

3) Quais match-ups você acha que seriam os mais fáceis?

Acho que qualquer lista com menos de três naves eu conseguiria lidar bem.

4) Como foi sua preparação para o torneio?

Como não tive muito tempo para treinar fiquei na base da teoria mesmo, analisei o meta com auxílio de algumas ferramentas do “juggler” e foi só.

5) Com o que mais treinou, ou só considerou a sua lista?

Como tive pouco tempo para treinos só consegui experimentar algumas versões da Kannan+Fenn, mas não gostei.

6) Por que repetir a lista do store?

Apesar do meta estar recheado de harpoons, minhas análises dos resultados do jugler e do segundo store que ocorreu na redbox este ano me levaram a crer que esta lista ainda era viável. Fiz alguns cálculos e percebi que, como a maioria das listas de harpoon utilizam pilotos de PS baixo, eu ainda teria boas chances de vencer se conseguisse concentrar fogo em uma torpedeira e eliminá-la logo no primeiro engage no caso das gunboats ou até o segundo engage, no cado de scurrgs.

7) Nos fale do torneio. Como foi sua campanha no suíço?

Como fui campeão do primeiro store do ano na redbox, ganhei um bye na primeira rodada. Na segunda enfrentei o experiente Manoel com a dupla Miranda e Nym, neste matchup eu sabia que qualquer erro seria fatal para mim, mas consegui chegar bem no range 1 do Nym e logo no segundo engage ele já havia caído. Depois foi só lidar com a Miranda tendo bastante cuidado. Consegui fazer 100 – 0.

Minha segunda partida foi com o simpático Douglas, moleque muito gente boa que veio de minas disputar o torneio. A lista dele, se me lembro bem, era composta por uma scout bloqueadora, um fenn rau e uma guri. Nesta eu parti para range um da scout e causei o máximo dee dano que pude e a derrubei rápido, acho que no segundo turno. Depois consegui bloquear o fenn rau e dei um direct hit nele. Depois foi esperar a oportunidade para finalizar o fenn e caçar a Guri. Também ganhei essa de 100 – 0.

O quarto round foi com meu brother Eduardo Fillipe, parceiro de treinos na redbox durante a semana. O Eduardo veio com uma configuração de Rey e lowhhrick. Forcei o primeiro engage a ser feto no meio de alguns meteoros onde eu sabia q a rey teria problemas. Fiz o primeiro engage de frente para ela mas também tirei todos os seus escudos. Já no segundo engage a rey não tinha arco para desfrutar de sua habilidade e consegui dar dois direct hits nela. No terceiro turno a rey do Eduardo já havia sido derrubada, depois foi só lidar com o lowhhrick, mas um 100 – 0.

Na última partida do suíço enfrentei o padawan de meu algoz na final. O bruno veio com vessery de tractor beam, quickdraw e uma TIE striker. Esqueci do tractor bean, entrei no meio das pedras e o moleque fez a festa. Essa eu perdi por 100 a 26.


8) Como foram as eliminatórias?

No top 8 enfrentei o Roberto, que veio com duas scurrgs de harpoon e uma starviper mimic. Esta foi a partida em que mais tive que contar com a sorte. Fiz o primeiro engage errado mas consegui dar um blinded pilot em uma das scurrgs em que concentrei fogo e defender 100% o harpoon da outra. Em seguida consegui derrubar esta scurrg que já estava capenga e abri com vantagem. Entretanto, a Norra que já estava com muito dano saiu do Range 1 do lowhhrick e foi abatida. Tive que correr atrás da outra scurrg, que a esta altura estava com apenas 1 ponto de vida, e a abati com o lowhhrick. No último round da partida o roberto derrubou a Jess. Mesmo assim venci por apenas 1 ponto, 67 – 66.

No top 4 enfrentei um dos meus melhores amigos no X-wing, Rafael Sangoi. Ele estava com quickdraw e 3 gunboats de harpoon. Essa eu sabia que seria quase impossível de vencer. Logo no primeiro engage derrubei uma gunboat e dei a sorte de conseguir me esquivar do harpoon de uma outra, mas o terceiro harpoon atingiu seu alvo. No segundo engage deixei outra gunboat com apenas 1 ponto de vida e outra sem escudos. Sangoi se descuidou e deixou a gunboat com apenas 1 de vida colidir no asteroide e explodir. Depois disso ele me concedeu a vitória.

9) E a final?

Na final enfrentei o Cássio, com duas scurrgs armadas de harpoon e uma scout bloqueadora. Ele usou muito bem a scout p proteger o Range 1 das scurrgs vindo de frente p mim. Eu sabia que um engage assim não seria favorável e tentei contornar pela borda do mat de forma a fazer o primeiro engage sem que uma das scurrgs tivesse arco para disparar o harpoon. Foi aí que os treinos fizeram falta, a estratégia não funcionou e o Cássio rapidamente deixou a jess e o lowhhrick com suas naves danificas, o primeiro a cair foi o lowhhrick, minha muralha, o que veio em seguida foi consequência. Derrubei a scout mas perdi a Jess. Restou apenas a Norra para lidaar com duas Scurrgs , uma com apenas 2 pontos de vida e sem harpoons e outra com 4 ponstos de vida e 1 harpoon. Tentei fugir para regenerar meus escudos ao mesmo tempo em que tentava abater a scurrg mais avariada pelo arco traseiro, antes disso a norra caiu e o cassio conquistou a armadura de Pégaso… Ops! Quis dizer o regional de x-wing do Rio de Janeiro. Bom, pelo menos o campeão pagou cerveja para todo mundo… Parabéns Cássio! Rsrs

10) Passado o torneio, o que alteraria na lista?

Na final, uma jan ors ou um tail gunner no lugar do tactician teria me ajudado mais… Porém o tactician estava ali por uma razão, que era dificultar a vida para os aces e para reys.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *