Escória Rebelde

Olá novamente amigos da Inconfidência Rebelde e do Red 5! Hoje venho falar de uma nova adição para a frota Rebelde, o Pirata espacial Capitão Nym!

Pilotando sua Scurrg H-6 – Havoc esse temido pirata das guerras clônicas vem prestar seu apoio à Rebelião! E é um apoio extremamente bem vindo! Vamos ao piloto:

Stats: 3 de Ataque, 1 de Agilidade, 5 de Casco e 5 Escudos numa nave de base pequena com as ações de Foco, Mira e Pirueta na barra e os upgrades de Elite, Torre, Torpedo, Míssil, Crew e 2 Bombas. Com seu título acrescenta um Sistema e um Salvaged Astromech em troca de seu Crew.

O chassi se aproxima muito de uma velha conhecida rebelde, a K-Wing, com algumas diferenças, ambas podem ser usadas como bombardeiras, ordenança ou mais enxuta, como uma torre.

A habilidade do piloto: Uma vez por turno, você pode impedir que uma bomba aliada detone. Essa habilidade permite que você passe por uma de suas “bombas de ação”  e não a detone ou que uma de suas “bombas de dial” fique mais turnos na mesa, aguardando o momento ideal para causar seu estrago ou simplesmente barrando uma área do jogo para o adversário. O que nos leva ao seguinte upgrade:

Esse sistema de 0 pontos tem a seguinte função: Durante o setup, depois da fase de “Colocar Esquadrões”, você pode descartar qualquer número de seus upgrades de bomba equipados. Coloque todos os Tokens de bomba correspondentes em jogo, além da distância 3 de uma nave inimiga.

O que você pode fazer com esse upgrade é exatamente o que o nome diz: criar um campo minado para o adversário.

Eu tive a oportunidade de fazer duas partidas no Tabletop Simulator usando o Capitão Nym na seguinte configuração:

A ideia é ter duas naves com bombas e que atacam 360º (Com Twin-Laser Turret), além de acrescentar um bom Alfa Strike com Homing Missiles, Expertise e Guidance Chips na Havoc. Como o Squad é feito para otimizar o uso de bombas optei por usar o crew Sabine (tanto por sua habilidade de potencializar o dano de bombas aliadas, quanto por seu slot de bomba extra, que permite o uso de Bomblet Generator com suas bombas infinitas e Cluster Mines ou Conner Net, de acordo com seu gosto), Minefield Mapper e Genius (custa 0 e pode ser efetivo dependendo da situação).

O mais interessante foi o uso de Minefield Mapper, que pode ser usado para cercar o adversário. Segue uma opção de colocação de minas contra um esquadrão em formação:

A colocação dos asteróides é muito importante, uma vez que eles ajudam a limitar o campo de batalha juntamente com as bombas. Nessa situação usei um Thermal Detonator logo em frente às naves inimigas e coloquei Cluster Mines à sua direita (ambos a distância maior que 3 das naves adversárias conforme visto pelas linhas brancas).

Alguns podem estranhar o uso de uma bomba que detona ao fim da fase de ativação, mas, com a habilidade do Capitão Nym, a detonação dessa bomba pode ser impedida até que seja o momento adequado, gerando uma área de ameaça considerável, como visto a seguir:

Dessa forma é possível colocar ameaça no caminho à frente e à saída para o centro do mapa, fazendo com que o adversário escolha uma das bombas para enfrentar ou tenha que seguir um caminho específico para evitá-las (que você pode cobrir com suas naves. Seguem exemplos:

No primeiro exemplo o adversário opta por seguir o caminho em frente, tendo que lidar com a área de ameaça do Thermal Detonator. No segundo exemplo a opcão é ir para o centro e tentar evitar tanto o Thermal Detonator quanto as Cluster Mines, deixando a opção de manobrar em meio aos asteróides numa rota mais previsível.

Minha impressão dos jogos é que a Scurrg pode ser usada como Controle, Bombardeira, Torre (muito efetiva com TLT e Expertise) e ainda ter um bom Alfa Strike. O preço a pagar é a baixa agilidade, que traz uma certa fragilidade (apesar da grande quantidade de Casco e Escudos da nave). A ação de Pirueta, associada ao PS 8 ajuda muito no uso do TLT. O controle de mapa que o Minefield Mapper traz (especificamente para os rebeldes nesse caso) é muito interessante e traz dificuldade para o adversário desde o deployment. Esse tipo de estratégia pode se tornar um meta call, se provar pouco eficiente ou gerar ódio na comunidade, só saberemos quando a nave sair e começar a ver jogo, especialmente em campeonatos.

Eu tive uma experiência boa com seu uso e estou ansioso para sua chegada oficial para experimentar outras formações e estratégias (será que poderemos trazer o Han Solo HOTR para o competitivo?), além de achar o modelo da nave muito bonito. Espero que tenha ajudado a deixar meus colegas de Rebelião tão animados quanto estou com esse lançamento!

Que a Força esteja com vocês!

 

*As imagens de Squads foram retiradas do aplicativo Startactics

*As imagens de jogo foram retiradas do Tabletop Simulator – Unified X-Wing MOD

 

2 comentários em “Escória Rebelde

  • 06/27/2017 em 12:17 am
    Permalink

    Estou muito empolgado com essa nave, ainda não acertei uma bomba no jogo. Veremos se acertaremos com ela. Kkkkkkkkk

    Resposta
  • 09/12/2017 em 10:59 am
    Permalink

    Tipo você uso a carta de munição extra no caso da bombas você gastaria os tokens e as cartas ou so os tokens deixando para usar as bombas durante a partida

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *